O poder do marketing emocional

29 jul O poder do marketing emocional

Os consumidores pensam com seus cérebros racionais e emocionais. Estudo após estudo diz que quando compramos é por motivos emocionais. A lógica entra em jogo quando tentamos justificar o dinheiro que temos (ou estamos prestes a gastar) – especialmente quando se fala em desejos.

Quer saber mais sobre como as emoções influenciam o processo de compra?

Separamos alguns conceitos importantes para você colocar em prática no seu negócio.

 

Emoções – ROI de longo prazo

As emoções são os principais impulsionadores de nossas decisões cotidianas. Elas nos mantêm motivados a levantar e ir trabalhar às 6 da manhã. É como nos convencemos a percorrer aquele Km extra na esteira. Da mesma forma, as emoções são o que nos convencem a fazer negócios com as marcas que se destacam para nós.

O problema é que os profissionais de marketing estão em um comprimento de onda completamente diferente. O que os faz feliz? Cliques, visualizações de página, tempo no site e altas taxas de conversão.

O que os profissionais de marketing precisam ter em mente é que a otimização de conversão é um processo, não um momento. É todo o funil de marketing – não apenas os cinco minutos necessários para que seus clientes assinem um contrato ou se comprometam com uma venda.

Sua empresa precisa priorizar relacionamentos de longo prazo acima das vendas.

 

Envolvendo os Sentidos

A comunicação visual é o coração do marketing online. Isso não significa, no entanto, que sua empresa esteja limitada à comunicação bidimensional.

Uma maneira de aproveitar os sentidos é apelar para a imaginação do seu público. Ajude-os a imaginar uma experiência com os produtos da sua empresa. Uma opção? Som. Converse com seus clientes produzindo um vídeo com um explicador de marca ou organizando um seminário online.

 

Personalidade da marca

Uma personalidade é algo que geralmente damos aos nossos amigos, familiares, colegas de trabalho e conhecidos. Estas são qualidades que formam o caráter distintivo de uma pessoa.

Personalidades estão no olho de quem vê. Nós amamos as pessoas por causa de suas personalidades. Nós odiamos as pessoas por causa de suas personalidades. Encontramos algumas personalidades maravilhosas – e outras, achamos horrivelmente desagradáveis.

É estranho pensar que as marcas podem ter personalidade. E ainda assim, falamos sobre “personalidades da marca” o tempo todo.

 

O que é uma personalidade de marca?

Uma personalidade de marca é o conjunto de atributos que confere a uma organização um caráter distinto. Algumas marcas têm personalidades incrivelmente fortes e únicas. Outras têm personalidades mais fracas (ou nenhuma personalidade). Geralmente, essas personalidades giram em torno de um conjunto distinto de atributos.

Grandes personalidades não acontecem por acaso. Elas são planejadas com antecedência.

 

Evitando Cafonices

As emoções podem facilmente transitar de eficaz para francamente bregas. É uma linha tênue. No primeiro momento sua marca está fazendo um ótimo trabalho construindo um relacionamento. No momento seguinte, o público está tirando sarro da mensagem de marketing exagerada da sua empresa.

Como você evita isso?

  • Abrace a honestidade dentro de sua organização. Facilite o papel de sua equipe de fornecer perspectivas honestas.
  • Peça feedback de uma variedade de audiências. Não ouça apenas os baby boomers de sua organização. Peça a geração X e Y para compartilhar ideias também.
  • Teste sua mensagem de marketing com um grupo de clientes em quem você confia. Peça a este “grupo foco” para fornecer um feedback direto e honesto.
  • Lembre-se das necessidades do seu público. Os baby boomers, por exemplo, são mais receptivos a mensagens de marketing extravagantes do que outros grupos. Geração Y? Eles vão destruir o seu marketing.

A cafonice está nos olhos de quem a percebe, portanto a melhor maneira de se conectar com seu público é colocar sua equipe de marketing em seu lugar.

 

Chegar no íntimo das pessoas e gerar influência direcionada à compra, esse é o objetivo final.

Se você ainda não sabe como elaborar estratégias de marketing com foco no cliente, não se preocupe. Procura a Falange!

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.